Gesso cartonado e suas aplicações

Gesso Cartonado

A indústria da construção civil está em constante evolução e os desenvolvimentos não param de acontecer em todas as vertentes de forma mais ou menos notória. Uma dessas inovações – não tão antiga quanto isso – foi o gesso cartonado, também denominado de pladur ou gesso laminado, cuja aplicação tem gradualmente substituído o papel do tijolo e cimento em determinadas instâncias.

Utilizado cada vez mais em divisórias protegidas (interiores e exteriores) e tetos falsos com ou sem sanca, a drywall (palavra que traduzida literalmente significa “parede seca”) é um composto de placas de gesso cartonado/laminado revestido por uma camada de celulose de papel que dá origem a um acabamento perfeito, bastando a utilização de tinta ou qualquer outro material para fazer o acabamento final.

Devido à sua fácil aplicação e tipo de acabamento que possibilita, este género de material é quase sempre escolhido em detrimento de outras soluções de construção, sobretudo quando se trata de cumprir prazos curtos ou fixar instalações temporárias. Contudo, a sua inclusão terá de ser (bem) pensada antecipadamente, uma vez que em certas situações está longe de ser a melhor opção disponível.

O que torna único o gesso cartonado?

Além dos benefícios associados aos elementos que o compõe, já aqui referidos, o gesso cartonado possui ainda a incontornável vantagem de não ser excessivamente robusto, nomeadamente em termos de espessura, o que permite a sua colocação em espaços de variadas dimensões, algo difícil de se conseguir com igual facilidade recorrendo a outros materiais destinados à mesma finalidade.

Desenvolvidas a partir de matérias totalmente naturais e inorgânicas, as placas de gesso cartonado apresentam uma densidade média de 750 kg/m³, longa durabilidade e elevada estabilidade física e química, características obviamente tanto mais maximizadas quanto maior for a sua adequação às circunstâncias e o respeito pelas condições de instalação recomendadas para o tipo de drywall em questão.

O processo através do qual é fabricado o gesso cartonado confere-lhe também uma flexibilidade deveras útil em diversas ocasiões e contribui para a sua capacidade de absorção da humidade, regulação térmica, combate a fungos e bactérias. Essa mesma composição é ainda parte integrante na ação do conjunto de elementos responsáveis pelo isolamento acústico e anti-chamas que distingue o pladur de outros materiais de funções idênticas.

Gesso Cartonado
Seja em divisórias, tetos ou simplesmente revestimentos, o gesso cartonado é atualmente um importante elemento na construção de edifícios e certamente o continuará a ser no futuro. Desde que utilizado em consonância com o seu intuito e colocado de forma correta (respeitando as suas condições de instalação) será difícil sugerir qualquer outra solução, especialmente tendo em conta o quão económico é o gesso cartonado em comparação com uma parede tradicional de tijolo e cimento.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA