Coberturas para garagem | Considerações essênciais

Cobertura garagem policarbonato

A maioria das habitações possuem hoje em dia algum tipo de estrutura de suporte, seja ela um estacionamento ao ar livre ou uma garagem. No entanto, estas últimas continuam a ser as mais comuns por todas as vantagens que oferecem face às anteriores, o que leva necessariamente a considerar os distintos géneros existentes e respetivo balanço de prós e contras antes de decidir por qual optar.

Está neste momento a equacionar a possibilidade de construir uma garagem ou pensa fazê-lo no futuro?

Então leia atentamente as informações que expomos de seguida e fique a conhecer detalhes cruciais que o ajudarão a tomar a decisão certa.

Como escolher uma cobertura para garagem?

Dada a grande variedade de opções disponíveis há que ter em atenção um conjunto base de critérios que devem posteriormente ser analisados tendo em vista determinar o nível de adequação da alternativa selecionada às finalidades pretendidas. Assim, e respeitando este princípio, terão de ser estudados aspetos como a área abrangida pelo resguardo, pontos de apoio nos quais se fixará o coberto e materiais que o constituem, bem como o quão bem se enquadra a cobertura ao ambiente (espaços urbanos exigirão cuidados particulares por vezes opostos aos necessários em zonas periféricas e rurais) e estética (tanto da residência como da confrontação com o terreno público: rua, passeios, jardins, etc.) circundantes.

A ordem de importância destas “normas” de avaliação das coberturas para garagem não é, porém, arbitrária.

Naturalmente que há uma certa liberdade de atribuir prioridades mas os elementos de suporte e materiais da superfície em si nunca poderão secundarizar-se. Por isso, tome a sua decisão com este dado em mente.

Qual a cobertura para garagem mais indicada?

Esta será provavelmente a questão de maior dificuldade de resposta e aquela a que terá de dedicar pensamento redobrado, pois a enorme variedade de opções torna complexo o processo de escolha. Contudo, analisando os prós e contras das possibilidades – olhando aos critérios referidos nos dois últimos parágrafos – e a conformidade com a finalidade do coberto já terá uma ideia bastante concreta da melhor alternativa.

Citando apenas alguns tipos de cobertura para garagem, neste caso os mais populares, terá à sua disposição construções em cimento, telha, policarbonato, vidro, acrílico, fibra em múltiplos materiais e compostos comprimidos. A esta pequena seleção muito poderia ser acrescentado mas fica desde logo a demonstração da vasta pluralidade deste género de revestimentos externos.

Custos das coberturas para garagem

O investimento necessário para acrescentar esta estrutura à sua habitação dependerá do tipo de cobertura escolhida, área a cobrir e, claro, despesas associadas à mão-de-obra. Portanto, a única forma de saber aproximadamente qual será o custo total da obra é solicitando orçamentos a empresários e empresas que conheça ou lhe tenham sido recomendados.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA